FANDOM


O colar da família Lightwood' é uma herança da família Lightwood. É um colar de rubi que pulsa e brilha na presença de demônios.

O pingente é um rubi birmanês de quatro quilates, não aquecido, formado em um pequeno retângulo delimitado por uma armação de prata.[1]

História

O colar foi um presente de Magnus Bane para a sua então amante Camille Belcourt, comprado pelo preço de uma casa de Londres que Magnus vendeu em 1857. Um feitiço sobre a joia encantou-a para reagir e alertar o portador da presença de demônios.[1]

De alguma forma, o colar acabou na posse dos Lightwood que começaram a vê-lo como uma herança familiar. Foi mantido no Instituto de Nova York para custódia.[2]

Em 2016, na tentativa de atrair Magnus para fora do esconderijo, os Caçadores de Sombras colocaram o colar em jogo: eles lhe ofereceram o retorno do colar, em troca de uma reunião. Desesperado por se reunir com o colar, e apesar dos protestos de seu conselheiro, Magnus concordou. Isabelle Lightwood usou o colar e encontrou-se extremamente atraída pela bela joia. Na reunião, Jace entregou o colar a Magnus, que fugiu quando um membro do Ciclo os atacou. Mais tarde, no entanto, quando os Caçadores das Sombras vieram ajudar seus companheiros guerreiros a se livrar dos membros do Ciclo, Magnus devolveu o colar para eles – para Isabelle, especificamente – em gratidão, reconhecendo que os Lightwood o estavam vestindo por anos de qualquer maneira.[1]

Isabelle sempre usou o colar desde então e advertiria a ela e a seus companheiros da maioria das presenças demoníacas. Na proximidade do Demônio Maior Azazel (e/ou o Jonathan de sangue demoníaco), o rubi se quebrou.[3] Isabelle, como nova mestre de armas do Instituto, usou seu acesso às ferramentas do Instituto para tentar consertar o colar.[4]

Curiosidades

Referências

Esta página utiliza conteúdo de uma página da Shadowhunters on Freeform Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.