FANDOM


Freeform Logo 2018

Freeform (antigamente ABC Family) é um canal americano de televisão básico e de satélite. O canal é de propriedade da ABC Family Worldwide Inc., uma subsidiária da divisão Disney-ABC Television Group da The Walt Disney Company. É responsável pela transmissão de Shadowhunters: The Mortal Instruments, a série de TV adaptada da série de livros best-seller de Cassandra Clare, Os Instrumentos Mortais.

História

A rede foi fundada e lançada em 1977 como o CBN Satellite Service, uma extensão da Christian Broadcasting Network (CBN) do televangelista Pat Robertson, com foco em programação religiosa. O canal foi notável por ser um dos primeiros canais à cabo a distribuir seu sinal nacionalmente através de transmissão por satélite (um método que a HBO foi pioneira em setembro de 1975). O nome do canal foi posteriormente mudado para a CBN Cable Network em setembro de 1981. Sua presença cresceu para um milhão de casas até aquele ano. Nessa época, o canal adotou um formato de programação mais secular apresentando uma mistura de séries e filmes recentes e clássicos voltados para a família, mantendo alguns programas religiosos de vários televangelistas (espelhando o formato usado pelas estações de televisão independentes da CBN da época).

Em 1º de agosto de 1988, a palavra "Family" foi incorporada ao nome do canal para melhor refletir seu formato, renomeando como The CBN Family Channel. Em 1990, a rede havia se tornado muito lucrativa para permanecer sob a bandeira da CBN, sem colocar em risco o status sem fins lucrativos da CBN. A CBN transformou-a em uma nova empresa chamada International Family Entertainment Inc., e o nome foi mudado para simplesmente The Family Channel em 15 de setembro de 1990 (embora esse nome fosse usado em promoções on-air enquanto o canal ainda era de propriedade da CBN).

Em 1997, a International Family Entertainment colocou o The Family Channel à venda. A News Corporation entrou em discussões para comprar uma participação no The Family Channel com a International Family Entertainment como parceira, a fim de usar o canal para levar a biblioteca de programas infantis que a News Corporation possuíra através da produtora de televisão Saban Entertainment. Em junho daquele ano, o IFE foi comprado pela Fox Kids Worldwide Inc., uma joint venture entre a News Corporation e a Saban Entertainment, que foi renomeada para Fox Family Worldwide Inc. O Family Channel foi rebatizado oficialmente como Fox Family Channel em 15 de agosto de 1998. Com a mudança de propriedade, as operações da Fox Family também foram migradas de Virginia Beach, Virginia (que serve como sede da Christian Broadcasting Network) e integradas às operações de alguns dos outros canais a cabo da News Corp. em Los Angeles.

A Fox Family Worldwide Inc. foi vendida para a The Walt Disney Company (que havia comprado anteriormente a Capital Cities/ABC em fevereiro de 1996, mudando seu nome corporativo para ABC, Inc.) em 24 de outubro de 2001; a venda para a The Walt Disney Company incluiu a propriedade da Saban Entertainment. A rede foi oficialmente renomeada para ABC Family em 10 de novembro de 2001.

ABC Family logo

Em agosto de 2006, a ABC Family apresentou um novo slogan ("Um Novo Tipo de Família") e estilo visual. Em outubro de 2007, a ABC Family redesenhou completamente seu website, dando-lhe uma aparência mais modernizada. O player de banda larga também foi otimizado, adicionando mais conteúdo, incluindo reprises das séries originais do canal, além de adicionar algumas programações da Fox Kids que o canal ainda possui.

Em 2007, o drama de fantasia Kyle XY ganhou a maior audiência na história da rede. Esse registro foi mais tarde quebrado em 2008 pela estreia da série de A Vida Secreta de uma Adolescente Americana; quase três anos depois, o recorde foi quebrado novamente com Switched at Birth, que estreou para 3,3 milhões de telespectadores em 6 de junho de 2011. Desde então, a ABC Family lançou mais programas voltados para adultos jovens (especialmente mulheres), incluindo dramas populares como Make It or Break It e The Lying Game, e comédias como 10 Coisas que Eu Odeio em Você, Melissa & Joey e Baby Daddy.

Em julho de 2009, a rede ganhou suas melhores classificações para o mês de julho em horário nobre e em visualizações totais, devido ao retorno da série A Vida Secreta de uma Adolescente Americana e a nova série Make It or Break It, 10 Coisas que Eu Odeio em Você e Ruby & The Rockits, juntamente com longas participações da franquia de filmes Harry Potter e a estreia televisiva de Labor Pains. Em 8 de junho de 2010, a estréia da série dramática original Pretty Little Liars quebrou com sucesso os recordes de audiência de estréia da série ABC Family, em toda a grande audiência de mulheres e jovens.

Freeform Logo

Em um artigo de dezembro de 2014 na Variety, relatórios sugeriram que os executivos da ABC estavam propondo uma reinicialização da rede que ocorreria em 2015, que pode incluir um renomeamento do canal, um pacote gráfico reprojetado (substituindo o usado desde 2006) ou uma expansão da programação que atrai mais para um público que distorce o milênio, ao contrário de famílias ou adolescentes.[1] Isso foi confirmado e anunciado em 2015, e a marca renovada entrou em vigor em 12 de janeiro de 2016.[2]

Em 18 de janeiro de 2018, a Freeform divulgou um novo logotipo e slogan, "A Little Forward". O novo slogan reflete refinamentos na direção de programação da rede, com um foco maior em séries "voltadas para o futuro" (como The Bold Type e o spin-off de Black-ish, Grown-ish). Tom Ascheim explicou que, com o rebranding, a Freeform estava "propositalmente e apaixonadamente impulsionando a nossa marca ao desafiar as expectativas e desmantelar as convenções; golpeando estereótipos de temas, elenco e cultura a serviço de um mundo mais inclusivo dentro e fora da tela". A rede também revelou as próximas séries em desenvolvimento, como Augs, de Scott Stewart, bem como um novo trailer e a data de estréia de 7 de junho de 2018 para Cloak and Dagger, da Marvel.

Referências

Smallwikipedialogo Esta página utiliza conteúdo de um artigo no Wikipédia. A lista de autores pode ser vista no histórico da página. O texto do Wikipédia está disponível tanto no licenciamento Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 Unported License quanto no licenciamento GNU Free Documentation License.

Links externos

Esta página utiliza conteúdo de uma página da Shadowhunters on Freeform Wiki. A lista de autores pode ser vista no histórico da página.
O conteúdo da comunidade está disponível sob CC-BY-SA salvo indicação em contrário.